Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Dá um Bilhão?

Vários anos atrás, quando participei em Porto Alegre de um debate com Ciro Gomes, o truculento político, que monopolizava a palavra, jogou a pergunta que ficaria famosa nas redes sociais: isso dá bilhão? Eu dizia que era preciso cortar, e muito, os gastos públicos, e Ciro quis saber aonde exatamente. Citei as ONGs para começo de conversa, que recebem repasses bilionários do governo, e ele mandou ver: dá bilhão?
Usou uma tática conhecida, de cobrar números exatos de cabeça, enquanto eu falava de algo bem mais amplo: só com pessoal o governo gasta mais de R$ 200 bilhões por ano. O inchaço do governo brasileiro é evidente, e negá-lo exige realmente muita cara de pau e estratagemas retóricos. Como alguém pode realmente questionar se é possível cortar um mísero bilhão no orçamento estatal?
Mas hoje um trecho desse debate circula por aí, como se fosse algo recente, editado por “jornalistas” a soldo do PT, para “provar” como o “colunista da Veja” foi humilhado pelo agressivo político. Vale tudo para atacar a Veja e aqueles que são independentes das verbas estatais, não é mesmo? É o desespero de quem teme perder as boquinhas.
Pois bem: lembro do caso apenas para chegar à notícia de capa do GLOBO de hoje: Quadrilha lavou R$ 1 bilhão. A turma de Youssef mandou ao menos essa quantia para o exterior em vários esquemas de lavagem de dinheiro desviado da Petrobras. Uma operação mafiosa digna de um filme, envolvendo 3 mil transações cambiais fictícias com instituições financeiras de 24 países.
A cifra que Ciro Gomes cobrava de mim virou trocado em Brasília nos últimos anos petistas. O partido que ele defende, apesar de ridicularizar a própria presidente Dilma e chamar o PMDB de “quadrilha”, transformou bilhão em centavo, tamanha a magnitude dos desvios de recursos públicos. E falo apenas do que vem à tona, claro, pois deve ter muito mais coisa embaixo dos panos que a imprensa investigativa, aquela que Dilma detesta e acha que deveria apenas “informar”, ainda não levantou.

«
Next
»
Previous