Vídeos

URGENTE VEJA



" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Ordem dos Advogados do Brasil do Estado de Mato Grosso, "não queremos passar para a história como avalistas desta inércia institucional”.

"A Seccional da OAB daquele estado divulgou carta de 14 páginas assinadas por todas as subseções, encaminhada ao presidente nacional da Ordem, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, cobrando dele uma postura em relação as denúncias que pesam contra a presidência da República. No documento, os representantes alegam que o “Conselho Federal tem aparentado manter uma postura tolerante e por demais distantes em relação aos acontecimentos recentes no Brasil, cuja gravidade exige uma coordenada atividade não somente do Ministério Público, Polícias, mas também da sociedade civil, e em especial, da Ordem dos Advogados do Brasil”, e cita os recentes escândalos envolvendo os Correios e Petrobrás, além de citar o programa Mais Médicos.
Nesse ponto
Eles cobram da OAB uma postura sobre o tema e completam, “não é possível que a Ordem dos Advogados do Brasil continue admitindo a presença de médicos de primeira e segunda classe, recebendo os primeiros, não cubanos, salários no patamar de R$ 10.000,00 (dez mil reais) e os outros, cubanos, um décimo desta quantia. O salário do trabalhador é sagrado, sendo certo que nossa Constituição Federal estabelece a irredutibilidade de salário”. E eles concluem, “Nós, Presidentes de Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil do Estado de Mato Grosso, não queremos passar para a história como avalistas desta inércia institucional" Click e leia mais

«
Next
»
Previous