Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Cinco ministros formam novo 'núcleo duro' de Dilma

A escolha de dois amigos gaúchos – Miguel Rossetto na Secretaria Geral da Presidência e Pepe Vargas nas Relações Institucionais – para ocupar gabinetes no Palácio do Planalto e do também camarada Jaques Wagner para a Defesa vai acirrar a disputa sobre qual setor da Esplanada terá mais influência nas decisões da presidente Dilma Rousseff durante seu segundo mandato.
Até agora, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, reinava sozinho como conselheiro direto de Dilma. Os antigos titulares da articulação política e da Secretaria Geral, Ricardo Berzoini (agora nas Comunicações) e Gilberto Carvalho (fora do governo) eram considerados mais ligados ao ex-presidente Lula do que a Dilma.
Mercadante participou de todas as conversas com a presidente para a escolha dos novos ministros, fossem do PT, fossem de partidos aliados. Ele foi também peça-chave na administração da crise durante as manifestações de rua de junho de 2013, quando a popularidade de Dilma despencou.
Atuou ainda ativamente na campanha à reeleição da presidente, dividindo a posição com Miguel Rossetto. Além de influenciar na governança durante os próximos quatro anos, ter a preferência presidencial pode ser determinante na escolha do próximo candidato petista à Presidência em 2018, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não entre na disputa, a despeito do ostensivo movimento pró-Lula consolidado no PT durante a campanha de 2014. Leia mais

«
Next
»
Previous