Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Depois de três horas e meia, acaba depoimento de Nestor Cerveró à PF

Ex-diretor da área Internacional da Petrobras é réu em ação da Lava Jato.
Depoimento foi realizado na manhã desta quinta-feira (15), em Curitiba.


O depoimento do ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró à Polícia Federal (PF), em Curitiba, nesta quinta-feira (15), durou aproximadamente três horas e meia. Ao sair da superitendência da PF, o advogado Beno Brandão, um dos responsáveis pela defesa de Cerveró, afirmou que o depoimento foi tranquilo e que seu cliente respondeu às perguntas. De acordo com o advogado, o depoimento foi positivo para a defesa.
Contudo, Brandão disse que deve pedir um novo depoimento para que a compra da refinaria da Pasadena, nos Estados Unidos, seja questionada. Segundo o advogado, nada sobre o assunto foi perguntado nesta quinta. Cerveró falou sobre as movimentações financeiras e os contratos dos navios-sonda – motivos pelos quais a prisão preventiva foi decretada. Ele negou ter recebido propina para a construção de navios-sonda e, sobre as transações financeiras, reiterou o que a defesa já havia dito, que não há nada de ilegal.
Brandão ainda relatou que seu cliente passa por dificuldades financeiras: "Ele era um diretor da Petrobras, que ganhava mais de R$ 100 mil por mês. Em março do ano passado, ele deixou de receber isso".
Cerveró foi preso na madrugada de quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, e levado para a superintendência da Polícia Federal, na capital paranaense, onde tramitam os inquéritos e ações penais oriundos da operação. Nestor Cerveró é réu em processo originado na Operação Lava Jato, da PF, por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro entre 2006 e 2012. Leia mais

«
Next
»
Previous