Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Dilma se diz 'indignada' com ataque 'sangrento' à sede de revista em Paris - Afinal ela não os defendeu?

A presidente Dilma Rousseff divulgou nota na qual afirmou estar "indignada" com o ataque "terrorista e sangrento" à sede da revista "Charlie Hebdo", em Paris (França), e que resultou na morte de 12 pessoas.

O crime ocorreu na manhã desta quarta no escritório da revista, que já havia sido alvo de uma ataque no passado após publicar uma caricatura do profeta Maomé, o que irritou os muçulmanos. Entre os mortos estão dois policiais e 10 funcionários da revista.

"Foi com profundo pesar e indignação que tomei conhecimento do sangrento e intolerável atentado terrorista ocorrido nesta quarta-feira, 7 de janeiro, contra a sede da revista 'Charlie Hebdo', em Paris", disse a presidente.

Após o ataque à sede da revista, o presidente da França, François Hollande, classificou o caso como um "ataque terrorista" e disse que o país está em estado de choque. Os autores do ataque são procurados pela polícia.

Na nota divulgada à imprensa, Dilma disse que o "ato de barbárie" é um inaceitável ataque à liberdade de imprensa, "um valor fundamental das sociedades democráticas". A presidente prestou solidariedade ao povo francês.

"Nesse momento de dor e sofrimento, desejo estender aos familiares das vítimas minhas condolências. Quero expressar, igualmente ao Presidente Hollande e ao povo francês a solidariedade de meu governo e da nação brasileira", afirmou.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela presidente Dilma Rousseff:

NOTA OFICIAL

Foi com profundo pesar e indignação que tomei conhecimento do sangrento e intolerável atentado terrorista ocorrido nesta quarta-feira, 7 de janeiro, contra a sede da revista "Charlie Hebdo", em Paris. Esse ato de barbárie, além das lastimáveis perdas humanas, é um inaceitável ataque a um valor fundamental das sociedades democráticas - a liberdade de imprensa.

Nesse momento de dor e sofrimento, desejo estender aos familiares das vítimas minhas condolências. Quero expressar, igualmente ao Presidente Hollande e ao povo francês a solidariedade de meu governo e da nação brasileira.

Dilma RousseffPresidenta da República Federativa do Brasil


Afinal ,  por que tanta indignação ? ela não os defendeu na ONU? Vale lembrar. O que esta senhora fala não se deve acreditar!!

«
Next
»
Previous