Vídeos

URGENTE VEJA



" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Oposição em franco crescimento: Olavo de Carvalho termina o ano como um dos tops no Twitter

"Constata-se facilmente que a esquerda, pela primeira vez em vários anos, decresce em número de adesões, e já não desperta tanto interesse nas redes sociais. A menos que alguma ação autoritária seja colocada em prática, há pouquíssima possibilidade de que essa tendência venha a ser revertida, tanto na rede quanto no mundo físico."
Nos últimos anos a polarização da sociedade brasileira cresceu bastante, fruto da estratégia da esquerda de segmentar o país, forçando a criação de grupos distintos dentro do próprio corpo social brasileiro. Contudo, a tática fugiu ao controle, e acabou por colocar a própria esquerda em risco. As variadas vertentes da sociedade esclarecida, que chamamos no Brasil de direita, que até ha pouquíssimo tempo se mantinham discretas, resolveram reagir, e acabaram por se unir em um único projeto de restauração do país, que tem como um dos seus pilares principais, retirar o Partido dos Trabalhadores e seus “satélites” do comando do Brasil.
As redes sociais definitivamente são o termômetro do que ocorre no mundo físico, principalmente no que diz respeito à política. Sabe-se que poucas pessoas “descurtem” alguém no Facebook ou deixam de seguir no Twitter. Portanto, quando determinado perfil para de crescer, isso significa na prática que ele está decrescendo, que não há mais interesse dos seguidores em compartilhar as informações relacionadas ao mesmo, o que acabaria por agregar seguidores ao perfil. O mesmo pode ser observado em se tratando de menções no Twitter. Mensurar a quantidade de menções nos fornece dados exatos sobre as pessoas e assuntos considerados mais interessantes e influentes na grande rede e, consequentemente no dia-a-dia da sociedade.
Um dos principais motivos da grande rede ter entrado de vez na rotina dos brasileiros foi o fato da mesma proporcionar uma relação com os geradores de informação totalmente diversa do que era costume no Brasil. Na internet as pessoas deixaram de ser meros receptores das informações para se transformar em multiplicadores, com o diferencial de, a cada compartilhamento, ter a oportunidade de agregar mais informações e seu voto de aprovação ao dado retransmitido e à origem do mesmo. A Revista Sociedade Militar há alguns anos tem acompanhado a mobilização, que tem se iniciado nas redes e que, após pouco tempo, gera uma reviravolta nas ruas e no quotidiano do brasileiros. Leia mais

«
Next
»
Previous