Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Em Minas, Lula defende Vaccari e pede ao PT reação a denúncias

Ex-presidente participou nesta quinta de reunião da executiva petista.
Tesoureiro da sigla prestou depoimento à PF após denúncias da Lava Jato.

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta sexta-feira (6), durante reunião da executiva nacional do PT, o tesoureiro petista João Vaccari Neto, investigado pela Polícia Federal (PF) na Operação Lava Jato. No encontro partidário realizado em Belo Horizonte, Lula também incitou os dirigentes do PT a reagirem a eventuais "ataques" contra a sigla gerados em razão dos desdobramentos da investigação do esquema de corrupção que atuava na Petrobras, informaram ao G1 deputados federais petistas.
Nesta quinta (5), Vaccari foi conduzido coercitivamente (quando a pessoa é levada para prestar depoimento e depois é liberada) à superintendência da Polícia Federal em São Paulo. A PF também realizou busca e apreensão na casa do petista, na capital paulista.
O tesoureiro do PT foi citado pelo ex-gerente daPetrobras Pedro Barusco como operador de propina paga por fornecedores da estatal do petróleo.
Lula falou por cerca de 25 minutos no encontro do PT, que foi fechado à imprensa. Segundo a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), Lula argumentou aos dirigentes petistas, sem citar nome, que tem petista que cometeu muitos erros, porém, isto não pode sacrificar o partido como um todo.
De acordo com o relato da parlamentar gaúcha, o ex-presidente também teria dito aos colegas de legenda que as denúncias que envolvem a Operação Lava Jato têm de ser apuradas antes de se atribui qualquer responsabilidade ao secretário de Finanças do PT. Na visão de Lula, não há provas do envolvimento de Vaccari com as denúncias de corrupção. Leia mais

«
Next
»
Previous