Vídeos

URGENTE VEJA



" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Mais seis presos da Lava Jato devem ser ouvidos no 2º dia de CPI no PR

Oitiva será em um auditório da Justiça Federal a partir das 9h desta terça (12).
Na segunda (11), dos 7 investigados apenas 2 responderam as perguntas.

O segundo dia da CPI da Petrobras em Curitiba, nesta terça-feira (12), deverá ouvir os depoimentos da doleira Nelma Kodama, do operador René Luiz Pereira, dos ex-deputados Luiz Argôlo (SD-BA), André Vargas (sem partido-PR) e Pedro Corrêa (PP-PE) e, por fim, do doleiro Carlos Habib Chater, dono do posto de gasolina em Brasília que deu nome à operação da Polícia Federal. Todos estão presos e são investigados pela Operação Lava Jato. A oitiva será em um auditório da Justiça Federal a partir das 9h.

Na segunda (11), sete dos 13 investigados foram interrogados pelos deputados. A sessão durou quase dez horas, e registrou momentos de animosidade, com bate-boca entre deputados e o advogado do empresário Fernando Baiano. Foram ouvidos: Alberto Youssef, Mário Góes, Nestor Cerveró, Fernando Soares, Guilherme Esteves, Adir Assad e Iara Galdino. Destes, apenas os doleiros Alberto Youssef e Iara Galdino responderam aos questionamentos dos parlamentares.

Os demais investigados optaram por permanecer em silêncio, o que não impediu alguns deputados de fazerem as perguntas programadas. Outros deputados, diante do silêncio, optaram por anexar as perguntas à ata da sessão.

'Planalto sabia’
O doleiro Alberto Youssef reafirmou, no depoimento, que ele acredita que o alto escalão do governo federal sabia do esquema de corrupção na estatal. A confirmação de Youssef foi feita após o deputado Bruno Covas (PSDB-SP) ler depoimento de delação premiada do doleiro, em que ele citava políticos que, segundo o próprio Youssef, tinham conhecimento das irregularidades.

«
Next
»
Previous