Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017

RÉVEILLON NO UNIÃO 2017
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » EUA espionaram 29 telefones do governo Dilma, revela Wikileaks

GloboNews teve acesso a números grampeados no início da gestão petista.
Entre alvos da agência norte-americana está o ex-ministro Antonio Palocci.

O site Wikileaks, que vem revelando nos últimos anos documentos sigilosos da diplomacia norte-americana, divulgou neste sábado (4) uma lista classificada pela Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos como "ultrassecreta", a qual revela que, além da própria presidente Dilma Rousseff, 29 telefones do governo petista – incluindo o de ministros, diplomatas e assessores – foram espionados pela agência de inteligência.

O telefone via satélite Inmarsat instalado no avião presidencial, com o qual Dilma se comunica com o mundo quando está a bordo da aeronave, é um dos 29 números grampeados pela NSA. Os números telefônicos foram grampeados no início da gestão Dilma.

A GloboNews, em parceria com a publicação online "The Intercept", teve acesso com exclusividade à relação de alvos brasileiros da NSA, que inclui, entre outros nomes, o ex-chefe da Casa Civil Antonio Palocci; o atual ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que, à época, ocupava o cargo de secretário-executivo do Ministério da Fazenda; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general José Elito Siqueira, responsável pela segurança da presidente da República; e o ex-ministro das Relações Exteriores e atual embaixador do Brasil em Washington Luiz Alberto Figueiredo Machado, então subsecretário-geral de Meio Ambiente.

A relação vazada pelo Wikileaks também mostra que quatro números do escritório da presidente no Palácio do Planalto eram monitorados pelos espiões dos EUA, além dos telefones do assessor pessoal da petista, Anderson Dornelles, e da secretária Nilce.

Ao G1, a assessoria do Palácio do Planalto informou que o governo não irá fazer comentários sobre a lista de telefones grampeados.

Na relação divulgada neste sábado, além de Palocci, Nelson Barbosa, José Elito e Figueiredo, aparecem outros alvos da espionagem norte-americana no Brasil:

- André Amado, diplomata da Subsecretaria de Ambiente e Tecnologia
- Everton Vargas, ex-embaixador do Brasil em Berlim
- Fernando Meirelles de Azevedo Pimentel, subsecretário de assuntos internacionais do Ministério da Fazenda
- José Maurício Bustani, embaixador do Brasil na França, que foi removido da Diretoria da Organização Internacional para Proibição de Armas Químicas por pressão do governo norte-americano. Leia mais

«
Next
»
Previous