Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Governo leiloa 29 hidrelétricas, com arrecadação de R$ 17 bilhões(Atualizado as 13:19)

Atualizado as 13:19
Foram oferecidas usinas com contratos vencidos ou próximos de vencer.
Empresa chinesa levou lote mais cobiçado, com Jupiá e Ilha Solteira.

Vencedores
Das 29 usinas do leilão, as mais cobiçadas eram as de Jupiá e Ilha Solteira, localizadas no Rio Paraná,que compunham o lote E. O valor estabelecido de outorga para as duas, de R$ 13,8 bilhões, corresponde a 81% da arrecadação total esperada pelo governo.

O lote foi arrematado pela China Three Gorges, dona da maior hidrelétrica do mundo, a de Três Gargantas, na China. Em 2011, a empresa adquiriu 21,36% da Energias de Portugal (EDP). No Brasil, a subsidiária da CTG está presente desde 2013, com participação em 3 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos. Em agosto, adquiriu também as participações da Triunfo na Rio Verde, Rio Canoas e TNE.

A maioria dos lotes foi arrematada em ofertas de um único interessado, com deságio pequeno, perto do valor teto fixado pelo governo. O único lote com disputa e deságio significativo foi o lote A, o menor e mais barato, da Usina de Rochedo, em Goiás. A hidrelétrica foi disputada lance a lance pelo Consórcio Jurena e pela Celg, que acabou levando o empreendimento com uma oferta com deságio de 13,58%.

Os representantes das empresas vencedores disseram que aprovação da MP na véspera trouxe maior “tranquilidade” e “conforto” para a participação no leilão, ainda que um eventual adiamento da votação não fosse fator impeditivo.

Resultados
Lote E: Usinas Jupiá e Ilha Solteira
Vencedor: China Three Gorges, com oferta de R$ R$ 2.381.037.417,00/ano
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 2.381.037.418,68/ano
Bonificação de outorga: R$ 13.803.752.349,87

Lote B1
Gov. Parigot (Capivari/Cachoeira)
Vencedor: Copel GT, com proposta de R$ 130.865.794,29/ano
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 130.865.794,29/ano
Bonificação de outorga: R$ 574.826.745,42

Lote B2
Mourão I e Paranapanema
Vencedor: Enel Green Power Brasil, com proposta de R$ 43.259.827,00 (deságio de 1%)
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 43.696.795,09/ano
Bonificação de outorga: R$ 160.687.806,72

Lote D
Vencedor: Cemig Geração e Transmissão, com proposta de R$ 498.694.000,00 (deságio de 1%)
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 503,752 milhões/ano
Bonificação de outorga: R$ 2.216.352.626,58

Lote A
Usina Rochedo
Vencedor: Celg GT, R$ 5.006.000,00 (deságio de 13,58%)
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 5.792.970,07/ano
Bonificação de outorga: R$ 15.820.919,60



Lote C
Garcia, Bracinho, Cedros, Salto e Palmeiras
Vencedor Celesc Geração, com proposta de R$ 68.963.090,05 (deságio de 5,21%)
Preço-teto pela prestação do serviço: R$ 72,753 milhões/ano
Bonificação de outorga: R$ 228.559.551,80 >>> Leia Mais


Certame irá ofertar 29 usinas em operação, divididas em cinco lotes.
Governo federal projeta receber R$ 17 bilhões em bônus de outorga.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza nesta quarta-feira (25), às 10h, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo, o leilão de 29 usinas hidrelétricas em operação no país, cujos contratos de concessão já venceram ou estão próximos de vencer.

Necessitando de recursos para fechar as contas, o governo federal projeta receber R$ 17 bilhões em bônus de outorga com o leilão. O valor das bonificações é fixo, e o vencedor de cada lote será quem oferecer a menor tarifa.

Pelas regras da disputa, os vencedores terão que pagar 65% do valor no ato de assinatura do contrato de concessão. Como a assinatura dos contratos está prevista para ocorrer em dezembro, o governo conta com R$ 11 bilhões ainda em 2015 para reforçar o caixa.

Em troca do pagamento pela outorga, as empresas vencedoras terão uma parcela da energia produzida pela usina para ser vendida livremente no mercado, enquanto o restante deverá ser destinado a preços mais baixos para as distribuidoras, que atendem ao consumidor final.

Detalhes do leilão
O leilão será dividido em cinco lotes, sendo que três deles terão sublotes. Caso não haja interessado pelo lote completo, as usinas serão leiloadas individualmente.

Poderão participar empresas nacionais ou estrangeiras que comprovem ter ao menos uma usina hidrelétrica em operação comercial por tempo não inferior a cinco anos, entre outros requisitos.

Das 29 usinas do leilão, as mais importantes são as de Jupiá e Ilha Solteira, localizadas no Rio Paraná. O valor estabelecido de outorga para as duas, de R$ 13,8 bilhões, correspondente a 81% da arrecadação total esperada pelo governo federal com o leilão.

As usinas de Jupiá e Ilha Solteira entre as usinas que não aceitaram a proposta de renovação feita no pacote anunciado em 2012 pelo governo federal. As duas estão no mesmo lote. Caso não haja propostas, serão leiloadas separadas.

Necessitando de recursos para evitar um rombo ainda maior nas contas públicas em 2015, o governo federal conta com o sucesso do leilão para conseguir uma arrecadação de R$ 17 bilhões, sendo R$ 11 bilhões pagos ainda neste ano.

Atrasos
Inicialmente previsto para ocorrer em outubro, o leilão de hidrelétricas já foi adiado duas vezes. Aprimeira devido a ajustes recomendados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), e a segunda, para que o Congresso concluísse a tramitação da Medida Provisória 668.

A MP trata do chamado risco hidrológico, que é o prejuízo acumulado pelas usinas em períodos de seca, e também permite a cobrança de bônus de outorga no leilão.

Lotes oferecidos >>>FONTE

Lotes oferecidos pela Aneel em leilão (Foto: Reprodução/Aneel)(Foto: Reprodução/Aneel)

«
Next
»
Previous