Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Ex-tesoureiro do PT chega para depor no Fórum da Barra Funda, em SP

João Vacarri Neto foi preso pela Lava Jato e está detido no Paraná.
Ele deve falar sobre irregularidades no Bancoop.

desde abril deste ano no Paraná, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto chegou na tarde desta quarta-feira (4) à capital paulista para depor no processo que investiga irregularidades na Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop).

O depoimento está previsto para começar às 13h30 no Fórum Criminal da Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo. Além de Vaccari, mais cinco réus deven ser ouvidos nesta fase de instrução do processo.

Vaccari presidiu a Bancoop entre 1999 e 2009. Nesse período, segundo o Ministério Público de São Paulo, houve desvios de dinheiro do banco para financiar o caixa de partidos políticos.

O ex-tesoureiro do PT foi denunciado em 2010 pelos promotores paulistas, mas o processo só começou a andar em meados de 2015, quando a Justiça aceitou iniciar uma ação penal contra ele. Para o Ministério Público, durante a gestão do ex-tesoureiro do PT, o Bancoop perdeu cerca de R$ 100 milhões, causando a falência da cooperativa de crédito.

Também pesa contra ele a acusação de que as obras de condomínios financiados pelo Bancoop tenham sido superfaturadas. Com a falência, vários imóveis deixaram de ser entregues aos cooperados. No entanto, o próprio Vaccari e dirigentes do PT chegaram a conseguir ficar com imóveis que foram feitos dentro dos prazos.

O advogado Luiz Flávio Borges D'Urso, que representa Vacarri, afirmou que pediu o adiamento do depoimento porque o Ministério Público havia juntado ao processos novas provas, que a defesa não teve acesso.

D'Urso disse que até a manhã desta quarta-feira não havia uma resposta da Justiça sobre o pedido. "Se eventualmente for realizada a audiência, Vaccari está preparado para responder", disse o advogado. >>>Leia mais

«
Next
»
Previous