Vídeos

URGENTE VEJA




" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » Deputados dão parecer favorável a três projetos do pacote de austeridade

Eles ainda irão a votação no plenário, em dezembro. Oposição diz, no entanto, que governo saiu derrotado com retirada de quatro projetos da pauta.

Os três projetos discutidos na sessão da tarde desta terça-feira (22) na Alerj receberam parecer favorável por parte dos deputados no plenário. São eles: extinção dos programas Renda Melhor e Renda Jovem, aumento do ICMS e aumento de salários de servidores adiado para 2020. Eles ainda seguirão para votação em plenário, em dezembro.

Apesar disso, na avaliação de deputados da oposição, o governo sofreu uma derrota e saiu enfraquecido com a retirada dos quatro projetos mais cedo. Segundo Marcelo Freixo (PSOL), o "pacote virou embrulho". Para Luis Paulo (PSDB), o Parlamento do Rio vive um momento de amadurecimento. Na opinião dele, alguns projetos deixaram de configurar um "pacote de maldade" para se transformar em um "pacote de perversidade".

A maioria dos deputados da base deixou o plenário sem comentar as decisões desta terça.

Nesta terça, quatro projetos que estavam na pauta foram retirados. Três eram sobre as extinções da Suderj, da Fiperj e da Iterj e o outro, sobre o triênio dos servidores embargado pela Justiça.

Apesar do reforço na segurança, não houve confusão dentro do plenário. As galerias não chegaram a ficar lotadas. A maioria dos presentes era formada por sindicalistas e servidores, que receberam convites após determinação da Justiça. As 32 entidades que sofrerão algum reflexo com a votação do pacote tiveram direito a duas entradas cada uma.

Os deputados voltam a se reunir nesta quarta-feira (23) para discutir outros projetos, como o que limita o benefício do Bilhete Único em R$ 150 por mês e o que muda as regras no pagamento das barcas pelos moradores da Ilha Grande e Paquetá.

Também nesta quarta, a bancada do PSOL vai se reunir com o presidente da Alerj, Jorge Picciani, para discutir a implantação da CPI das Isenções Fiscais, que reúne 24 assinaturas. >>>>>FONTE

«
Next
»
Previous