Vídeos

URGENTE VEJA



" });

Notícias em Foco

Mundo dos Esportes

Noticias Itaocara e Região

Saúde em Ação

OS ÚNICOS QUEM?

OS ÚNICOS QUEM?
CLICK NA FOTO

Galeria de Fotos

» » RJ não pagará salário de todos os servidores até o 10º dia útil, diz Pezão RJ tem contas bloqueadas pela segunda vez em menos de 1 semana

Informação foi divulgada nesta quinta-feira (10) no RJTV.
Na segunda, bloqueio já havia sido feito por dívida com União
Uma nova dívida de R$ 140 milhões do Estado do Rio de Janeiro com o Governo Federal provocou o bloqueio dos cofres fluminenses pela segunda vez em menos de uma semana. A informação foi divulgada pelo jornalista Edimilson Ávila, no RJTV desta quinta-feira (10).

De acordo com a Secretaria de Fazenda (Sefaz), o bloqueio foi determinado pelo Governo Federal.

permanecer até amanhã.
senções fiscais
Apesar da crise, joalherias do Rio de Janeiro foram beneficiadas com vantagens fiscaismilionárias nos últimos anos. Segundo números levantados a partir dos dados da Secretaria de Estado de Fazenda, entre 2008 e 2013, 21 firmas desse segmento deixaram de pagar R$ 231.112.411,14 em impostos aos cofres do Estado do Rio - tudo graças ao decreto 41596/2008, que reduz a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) de 13% para 6% 
>>>>>>FONTE


RJ não pagará salário de todos os servidores até o 10º dia útil, diz Pezão


Governador alegou que arresto das contas do governo impede pagamento.
Pezão disse que irá montar calendário de pagamentos nesta quinta-feira.


O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão(PMDB), afirmou que não terá dinheiro para pagar o salário de novembro de todos os servidores do estado até o décimo dia útil do mês. O governador afirmou ainda que o arresto das contas do governo, determinado pela Justiça, irá impedir o pagamento. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (10) pelo comentarista do RJTV 1ª edição Edmilson Ávila.

Como o Estado atrasou o pagamento de servidores e fornecedores, a Justiça chegou a determinar o arresto: as receitas recebidas foram apreendidas para pagara diretamente as dívidas.

“Acredito que não. Eu acho difícil o arresto desde 28 de outubro que a gente vem sendo arrestado pela Justiça depois pelo tesouro. Hoje e amanhã eu quero fazer esse calendário, com o secretário de Fazenda. Ele já vai ter condições de divulgar o calendário de pagamentos. A educação começa a receber, a segurança pública, quero ver todo o funcionalismo. Esses setores que a gente tinha priorizado para pagar”, disse Pezão.

Há quase uma semana, o governador anunciou um pacote de medidas para equilibrar as contas públicas. Entre elas estão o aumento da tarifa do Bilhete Único de R$ 6,50 para R$ 7,50 em 2017 e o fim do Aluguel Social para desabrigados que deixa de ser pago em junho de 2017, salvo para os casos onde o benefício foi garantido por decisão judicial.

Nesta quinta, o estado teve novamente as contas bloqueadas novamente em função de uma dívida de R$ 140 milhões com o Governo Federal. A informação foi divulgada pelo jornalista Edimilson Ávila, no RJTV desta quinta-feira (10).

Na segunda-feira (7), as contas do governo já haviam sido bloqueadas por falta de pagamento da dívida de R$ 170 milhões que o estado tinha com a União.

Protesto contra fim do benefício
Uma manifestação interditou parte da pista lateral da Presidente Vargas na manhã desta quinta, por volta de 11h40. Uma viatura da polícia militar acompanhou os manifestantes até a Assembleia Leglislativa do Rio (Alerj), onde famílias protestam contra o fim do Aluguel Social.

Por volta das 13h, eles estavam na frente da Alerj com faixas e cartazes. Eles criticam o governador e pedem moradia digna.

«
Next
»
Previous